*Não fosse o amanhã, que dia agitado seria o hoje!

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Urge fazer um recall das Humanas Criaturas

"Esgotamos quase todas as coisas que podemos fazer no Conselho de Segurança neste momento. Queríamos ser responsáveis e passar por todos os meios diplomáticos para chamar a atenção (da Coreia do Norte) em primeiro lugar. Se não funciona, o general Mattis se encarregará disso" Nikki Haley, embaixadora dos Estados Unidos nas ONU, neste domingo 17 , à rede CNN

   
General Motors (GM) e a Volkswagen convocaram recalls de mais de 7,36 milhões de veículos na China pelo caso dos airbags potencialmente defeituosos da marca japonesa Takata.
Na semana passada, a agência chinesa já havia anunciado que a Volkswagen e seus sócios locais convocarão um total de 4,86 milhões de carros pela mesma falha.
Os airbags serão substituídos de forma gratuita. Especialistas acreditam que 16 mortes estão relacionadas com dispositivos defeituosos em todo o mundo.
O defeito, que a Takata demorou a reconhecer, foi revelado em 2014 e, desde então, várias montadoras foram obrigadas a anunciar uma série de recalls, que afetaram quase 100 milhões de veículos – Confere lá
Enquanto isso... Há mais de três décadas no MPF, Raquel Elias Ferreira Dodge tomou posse na manhã desta segunda-feira (18) no cargo de procuradora-geral da República, na cadeira que foi ocupada nos últimos quatro anos por Rodrigo Janot. Em sua fala de oito minutos na cerimônia de posse, a nova chefe do Ministério Público prometeu defender a democracia, zelar pelo bem comum e meio ambiente e garantir que ninguém esteja "acima da lei".
“Quem apostar que Dodge será leniente, vai errar. Ela é ambiciosa e sabe que tem um nome a zelar. Seria uma frustração ver o contrário”, projeta o ex-ministro da Justiça Eugênio Aragão, contemporâneo de Raquel no MPF. Leia na íntegra
-Tomara Aragão, pois a gente espera que não seja necessário fazer nenhum recal na Dodge. Aliás, após  a posse da Dodge o ministro do STF Luís Roberto Barroso, mandou essa:
"Hoje em dia você já não discute mais, no Brasil, uma posição mais liberal, uma posição mais conservadora, uma posição mais progressista. Você discute se a pessoa é honesta ou não é honesta. Isso tem que ser uma premissa na vida"

Uma petição virtual pedindo o impeachment o ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, já tem quase um milhão de assinaturas em apoio à medida. A justificativa para o impedimento são as diversas decisões polêmicas do magistrado, como a de soltar réus na Operação Lava-Jato.
Até a manhã desta quarta-feira [13], o abaixo-assinado contabiliza 786.410 adesões. Faltam 213.590 para chegar à meta de um milhão estabelecida para entregar o pedido ao Senado.
O impeachment de Gilmar Mendes já foi pedido ao Senado Federal pelo ex-procurador-geral da República Cláudio Fonteles e pelo professor de Direito da Universidade de Brasília (UnB) Marcelo Neves. Junto com outros juristas, eles afirmam que há pelo menos três motivos para Gilmar perder o cargo de ministro do STF. Entre as razões está o fato de ele ter participado de atividade político-partidária. Eles citam ainda o abuso de autoridade por parte de Gilmar e o fato de ele atuar em casos nos quais deveria se declarar impedido - Divulgado pelo site change.org via newsletter 

   
O edifício principal de um templo budista de Xangai de 135 anos — o "pavilhão Mahavira", que pesa quase duas mil toneladas — foi deslocado em 30 metros. A medida foi tomada para proteger o local, evitando o risco de incêndio, relativamente elevado com o grande número de varas de incenso.
O templo do Buda de Jade — que recebe milhares de visitantes por dia — foi colocado sobre trilhos especialmente concebidos para a operação e deslocado lentamente, com o objetivo de abrir mais espaço nas zonas adjacentes. Os operários injetaram cimento nas fundações da edificação para reforçá-lo, antes do deslocamento. A operação terminou no domingo, após duas semanas. Leia na íntegra
-Só perde pra Moisés... aliás e a propósito:
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, gravou um vídeo destinado a pastores evangélicos no qual pede uma “oração pela economia.” A mensagem, enviada neste sábado, 16, circulou também por grupos de WhatsApp de políticos. O titular da Fazenda afirma na gravação que o País atravessa a maior recessão da sua história. “Preciso da oração de todos”, disse.
Apontado como possível presidenciável em 2018, Meirelles é filiado ao PSD, partido comandado pelo ministro das Comunicações, Gilberto Kassab – Leia na íntegra
-Essa, nem milagre de Móises!

Uma peça publicitária do Metrô Rio instalada na estação Antero de Quental, no Leblon, vem gerando polêmica dentro e fora dos vagões.
Criada para promover a Linha 4, que liga a Zona Norte da cidade à Barra da Tijuca, passando por bairros nobres da Zona Sul, a propaganda mostra dois casais isolados — um formado por negros, outro formado por brancos — com a legenda: “Linha 4, conectando de ponta a ponta”.
Nas redes sociais, choveram críticas à publicidade que, na opinião de internautas, carrega um preconceito subliminar.
“Deixa eu ver se adivinhei: o casal de negros representa a Zona Norte, e o de brancos, a Zona Sul. Lamentável”, escreve a internauta Thalita Santos, no Facebook.
Outra usuária das redes é mais incisiva: “Que vergonha. Infeliz demais essa propaganda claramente racista”, diz Débora Fonseca. Confere lá
-Tá difícil conviver com esse patrulhamento neurótico ideológico.
Como disse o Morgan Freeman: "O dia em que pararmos de nos preocupar com Consciência Negra, Amarela ou Branca e nos preocuparmos com Consciência Humana, o racismo desaparece"
Nota de rodapé: “Patrulha ideológica ou patrulhamento ideológico é uma expressão cunhada pelo cineasta Cacá Diegues, que designa uma organização informal de pessoas unidas por laços ideológicos ou religiosos que tem por objetivo de impor seus ideais a outro grupo de pessoas, munindo-se de discursos, protestos e reivindicações. Essa atividade se caracteriza por uma vigilância constante do público alvo”

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

“Desconfortos” & “Agonias”

Se tiver que haver, haverá!General do Exército Antonio Hamilton Martins Mourão sobre a possibilidade de intervenção militar no País

O general do Exército da ativa Antonio Hamilton Martins Mourão falou por três vezes na possibilidade de intervenção militar diante da crise enfrentada pelo País, caso a situação não seja resolvida pelas próprias instituições. A afirmação foi feita em palestra realizada na noite de sexta-feira, 15, na Loja Maçônica Grande Oriente, em Brasília, após o então procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denunciar pela segunda vez o presidente Michel Temer por participação em organização criminosa e obstrução de justiça. Janot deixou o cargo nesta segunda-feira.
"Ou as instituições solucionam o problema político, pela ação do Judiciário, retirando da vida pública esses elementos envolvidos em todos os ilícitos, ou então nós teremos que impor”, afirmou MourãoAssista o vídeo na íntegra .
A atitude do general causou desconforto em Brasília. Oficiais-generais ouvidos pelo jornal "O Estado de S. Paulo" criticaram a afirmação de Mourão, considerada desnecessária neste momento de crise. O comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, foi enfático e disse que "não há qualquer possibilidade" de intervenção militar – Reportagem do Correio BrazilienseLeia na íntegra

“Nóis era feliz”
A agonia não é só no Brasil. A JBS começa a enfrentar percalços nos Estados Unidos por causa da suspeita de que o ex-procurador Marcello Miller possa ter trabalhado como agente duplo, atuando no acordo para a empresa enquanto estava na Procuradoria-Geral da República.
A suspeita travou as negociações de um acordo com o Departamento de Justiça, segundo a Folha apurou.
O caso da suspeita é considerado extremamente grave pelas autoridades americanas porque Miller era o interlocutor do Ministério Público Federal com os americanos. A partir da revelação da hipótese de que fazia jogo duplo, os americanos colocaram em xeque a negociação.
O acordo é considerado vital para a sobrevivência da JBS por causa das pesadas multas que os americanos impõem a empresas corruptas. A JBS retira do exterior 87% de sua receita de operações. Os EUA, onde tem 56 fábricas e é dona de marcas tradicionais como a Swift, respondem por 51% da receita total Confere lá
E a agonia continua... Além da prisão, Joesley teve que enfrentar a reação da mulher, Ticiana Villas Boas, aos diálogos gravados entre ele e o executivo Ricardo Saud.
O problema até agora foi contornado pela constatação de que um desentendimento definitivo do casal, neste momento, poderia ter consequências emocionais devastadoras para o executivo. Os dois têm um filho, Joesley, de dois anos.
Antes da confusão, Joesley tinha confiança de que conseguiria recuperar a boa imagem, dele e da empresa, e que Ticiane conseguiria voltar a trabalhar. Entre as várias pedras nesse caminho imaginado pelo empresário, no entanto, está também o fato de que ele envolveu uma das filhas de Silvio Santos, patrão de Ticiane no SBT, na delação premiada.
A vida de Ticiane sofreu uma reviravolta tão grande que ela, conhecida e querida do público, não conseguia sair na rua sem algum tipo de disfarce - Monica Bergamo/Folha

   
O presidente Michel Temer chamou neste domingo o ex-presidente José Sarney no Palácio do Jaburu para discutir o cenário político em meio à segunda denúncia de Rodrigo Janot contra o presidente e a cúpula do PMDB, segundo o blog apurou.
A conversa ocorreu após Temer se reunir nos últimos dois dias com aliados e advogados, em São Paulo e em Brasília, para discutir a estratégia jurídica contra a nova denúncia por obstrução de justiça e organização criminosa.
Temer se aconselha com Sarney desde que assumiu a presidência e passou a enfrentar graves crises políticas - Andréia Sadi/O GloboLeia mais
-Temer gosta de viver perigosamente, né não?

A fiscalização de bolsas e volumes na entrada da Cidade do Rock é rigorosa. Um dos coordenadores da empresa de vigilância disse ao G1que desde o inicio do festival as equipes já apreenderam sacolés de vodca( bebidas alcoólicas estão proibidas), drogas dentro de mochilas de crianças e até vibrador.
Também foram recolhidas mais de 35 armas. A maioria, segundo ele, de pessoas que tem porte de arma . Eles são encaminhados para fazer acautelamento.
Quem passa pela fiscalização elogia a iniciativa e até estranha o rigor. Foi o que aconteceu com Tatiana Carneiro, que veio de João Pessoa. Ela não passou com uma lixa de unha e o alcool gel que trazia na mochila. "Ela [vigilante] tirou tudo da minha bolsa. O alcool gel achei muito rigor e não precisava" – Confere lá
-Tudo bem Tatiana, vai que tu resolve beber o alccol gel e... mas apreender um vibrador?
-Que mal poderá causar um vibrador em pleno RockinRio?
-Que prazer oculta um(a) vigilante ao apreender um vibrador?
Atenção: There is no need to respond!

A JBS quer ser presidente do Brasil

   
A notícia da semana é que, Henrique Meirelles, o braço-direito dos irmãos Joesley e Wesley, quer ser presidente da república, pelo PSD, o partido do Kassab.
Não satisfeitos com as vantagens obtidas pela propinaria dos irmãos Batista e a situação caótica a qual lançaram o Brasil, a turma de Lula-J&F, precavendo-se à sua possível inelegibilidade em 2018, escancara a putaria e lança Henrique Meirelles a pré-candidato à presidência da república.
Quem é Henrique Meirelles na fila do pão? Por que sua ascensão presidencial significa a retomada das garras petistas ao poder e aos cofres públicos?
Meirelles foi ministro da fazenda de Lula, período em que o BNDES alterou seu estatuto para que a JBS pudesse sugar seus recursos.
Ao sair do governo Lula, Meirelles foi nomeado presidente da J&F [1], holding controladora da JBS-Friboi, a qual, no mesmo período, sugou recursos do BNDES e financiou a campanha do PT.
A sede por dinheiro é tamanha que essa turma abriu seu próprio banco, o banco Original, idealizado, claro, por Henrique Meirelles.
Desde o principio da propinaria Batista-Petista, Henrique Meirelles esteve no núcleo duro do poder, estando sempre próximo da quadrilha encabeçada por Lula, PT e J&F. Agora, misteriosamente ele quer deixar de ser um coadjuvante e virar o protagonista principal do jogo político.
Qual será o objetivo de Meirelles? Será a de continuar a fazer parte do triunvirato JBS-BNDES-PT?
Esperamos que não, visto que a conexão entre Henrique Meirelles, J&F, Lula e o PT é tão óbvia que chega a ser obscena - Por Lucio Hoffmann/Thais Neves para o site areuniao.com

(1). A JBS, maior frigorífico do mundo, subiu ao maior nível em quase oito meses depois que sua controladora, a J&F Participações SA, ter nomeado o ex- presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, como presidente do seu conselho de administração... Meirelles será o “estrategista” da companhia com sede em São Paulo e também vai montar o conselho de administração com o presidente da holding, Joesley Batista, disse Miguel Bueno, que responde pela comunicação da empresa – site da Exame, em 5 mar 2012Confere lá