*Não fosse o amanhã, que dia agitado seria o hoje!

sábado, 29 de dezembro de 2012

Recesso Federal



A gente podia estar roubando turista na praia; ter se candidatado a vereador; estar corrompendo e/ou sendo corrompido; surrando homossexuais na night; fraudando o imposto de renda; tendo um affair com Rosemary Noronha; estuprando criancinhas; traficando mulheres para o São Jorge da Globo e pior... trabalhando. Mas não! Optamos por encher seu saco o ano inteiro. Paciência! Fazemos parte daquela turma, cantada em versos na prosa de Drummond, que, quando nasceu “um anjo torto desses que vivem na sombra disse: Vai ser gauche na vida!”

Mas mesmo fazendo parte dessa paleta aguada, somos adeptos das práticas libertinas-político-federais é claro, e assim sendo, também temos nosso recesso de fim de ano; de começo de ano; de dia de Reis; de Carnaval; da Semana Santa e outras esbórnias oficiais. Isso não quer dizer que não possamos voltar a qualquer momento em edição extraordinária, mas tem que ser bem ordinária mesmo, do tipo crônica de Nelson Rodrigues pra baixo, senão... não!

Boas comemorações e um ótimo 2013. E não esqueça: nestas comemorações, se beber, beba o suficiente pra esquecer onde deixou as chaves do carro e/ou o próprio carro, mas nem tanto que não possa lembrar onde mora, senão não dá nem pra pegar um taxi, como ja aconteceu com um amigo meu há alguns anos..., mas isso é assunto pra as prosas do ano que ainda vai chegar. CDantas  

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012


Ex-chefe de gabinete da Presidência da República em São Paulo, Rosemary Noronha usou a estrutura do órgão, em junho de 2004, para articular a derrubada do então chefe da CGU no Estado, João Delfino Rezende de Pádua. Motivo: ele contrariava interesses do PT. O pedido para trocar o comando da CGU - órgão que combate a corrupção com verbas federais - partiu de Paulo Vieira, o ex-diretor da Agência Nacional de Águas indiciado com Rose após a Operação Porto Seguro, da Polícia Federal. Em uma troca de e-mails em 8 de junho de 2004, Vieira encaminha a Rose, com "saudações petistas", um relato do descontentamento de setores da sigla com Pádua, que havia sido nomeado em fevereiro do mesmo ano. Vieira reclama que, após Pádua assumir, afastou quatro pessoas ligadas ao PT dos cargos comissionados da CGU em São Paulo. Diz ainda que Pádua fica divulgando sua falta de ligação com o PT: "O chefe da CGU [Pádua] e os indicados para os outros DAS [comissionados] reafirmam constantemente de forma pública que não são ligados ao PT e não apoiam as diretrizes de governo do partido"

Tá! Só falta formalizar a tal “saudações petistas” com um "Heil, Lula". Mas no quesito "sabor popular" a coisa não é bem assim, segundo Ancelmo Gois, na sua coluna do Globo: No Bar Lagoa, um dos templos da boemia carioca, às margens da Lagoa Rodrigo de Freitas, a “Lula”, torta tradicional da casa, de chocolate com creme, mudou de nome. Agora, os garçons a chamam de... “Joaquim Barbosa.

O resultado final da Agenda 2012, o programa oficial de metas anunciado pelo prefeito Gilberto Kassab (PSD) em 2009, mostra que apenas 123 dos 223 compromissos assumidos no início da gestão - ou 55,1% do total - foram concluídos nos quatro anos de mandato. Mesmo assim, o prefeito afirma que o "índice de eficácia" chegou a 81%. A taxa engloba as promessas que foram iniciadas, mas não concluídas.

Ontem comentamos, aqui no Q&M, sobre a proposta do jornal “Estadão” que tem como mote: “Tem alguma ideia para melhorar SP? Que SP VC Quer?”. Tinha dito que era melhor esquecer etc.. mas, volto atrás e aí fica minha sugestão: que tal o paulistano, junto com a queima de fogos nas comemorações das festas de fim ano, fazer uma grande fogueira na Praça da Sé e queimar este prefeito? Por que uma fogueira... e na Praça da Sé? Explico: a fogueira (o fogo) simboliza a purificação. Os povos pagãos tinha a crença que a fogueira espantava os maus espíritos; a Praça da Sé é um espaço público localizado na área central da cidade de São Paulo, considerado como sendo o centro geográfico da cidade. Nela, localiza-se o monumento marco zero do município... então é reunir eficácia e eficiência com 100% de aproveitamento. E não se fala mais nisso. 


1. O Projeto - Não basta o governo investir, tem que investir certo. "Construir pirâmides não vai desenvolver o país", diz Armínio Fraga. Trem-bala é pirâmide, na visão dele. Aliás, de muita gente. O governo está neste momento com nostalgia do modelo dos anos 1970. "Não sou pessimista com o Brasil a médio prazo, mas agora o governo está olhando demais para um modelo que deu errado. Mirian Leitão. Leia na íntegra

2. A mão de obra - A Câmara dos Deputados aprovou dois projetos de lei que criam cerca de 10 mil cargos no âmbito do Executivo Federal. As propostas agora serão encaminhadas para votação no Senado antes de seguirem para sanção da presidente Dilma Rousseff. O projeto prevê a criação de mais de 7 mil cargos em 10 agências reguladoras, entre elas a Anatel, ANA e a Anac). Leia na íntegra

3. Parecer técnico - Tá lá no Aurélio! Entre as definições do verbete “gato”, consta: Aquele que recruta trabalhadores, servindo de intermediário entre o empreiteiro e o peão; gateiro.

Então, na clareza democrática dos versos, “de repente, fez-se da vida uma aventura errante, de repente, não mais que de repente”, tudo faz sentido. Dr. Fraga não entendeu que não dá pra construir pirâmides com meia dúzia de gatos pingados... de repente ele precisa ler Vinícius.

_________________________________

Corre na internet boato de que o governo federal vai lançar logo no início de 2013
o programa “Minha cela, minha vida”! - Tutty Vasques





quinta-feira, 27 de dezembro de 2012


A eleição do Homem sem Visão de 2012 foi marcada pela quebra de recordes aparentemente insuperáveis. A votação da enquete, por exemplo, mobilizou  12.891 leitores-eleitores, mais que o dobro dos 5.441 de 2011. O campeão Ricardo Lewandowski conquistou o título de HSV do Ano com 6.921 votos ─ quase seis vezes mais que os 1.126 que garantiram a vitória de Márcio Thomaz Bastos na finalíssima do ano passado. Lewandowski atingiu impressionantes 54%. Emocionado, o revisor do processo do mensalão dedicou o triunfo à ex-primeira-dama Marisa Letícia. [...] A medalha de prata obtida por Rui Falcão (11% do total de votos) transformou o presidente do PT em forte candidato ao título de 2013. “Se eu tivesse lançado um pouco antes a campanha do MEXEU COM LULA, MEXEU COMIGO, daria uma surra de relho no companheiro Lewandowski”, disse o vice-campeão. “Mas peço à militância que já se mobilize para me eleger no ano que vem”. Enviado por Sergio Chear - Leia mais

É uma disputa que a cada ano se torna mais difícil, pois o que tem de puxa-sac... - Ops! Erro nosso - de concorrente é um espanto. Supera o “Menina Fantástica”, da Globo... disparado. Aliás o troféu deveria chamar-se “Menino Fanático”... é mais, digamos, orgânico!   

Envolvido em um conflito com o Poder Legislativo em torno do mensalão, o Supremo Tribunal Federal leva vantagem na batalha pela opinião pública. Pesquisa Ibope mostra que o STF tem um índice de confiança entre a população maior do que o do Congresso Nacional: 54 a 35, numa escala que vai a 100. Das sete instituições pesquisadas pelo Ibope em dezembro, o Congresso foi a que inspirou menos confiança na população. Seu índice de 35 pontos é inferior aos 40 da polícia, aos 54 do sistema eleitoral e aos 60 dos meios de comunicação, por exemplo.

Em verdade somente as senhoras mães das nossas "Vossas Excelências", creem em seus discursos, pois acredito, que nem eles mesmos, levam fé em suas ideias... mas aí não vale, pois como reza a lenda, “Mãe... é Mãe”.

Spike Lee
Em entrevista ao site da revista "Vibe", Spike Lee ("Faça a coisa certa") contou que se recusa a assistir ao "Django livre", que estreia nesta semana nos EUA, alegando que o novo filme de Quentin Tarantino é "desrespeitoso aos seus ancestrais". "Eu não posso falar sobre isso [o filme] porque eu não vou vê-lo. Tudo o que eu vou dizer é que é desrespeitoso aos meus antepassados. Isso sou eu. Eu não estou falando em nome de ninguém", afirmou Lee. A estreia do longa no Brasil está prevista para o dia 18 de janeiro. Leia na íntegra

Partindo de quem partiu é, no mínimo, estranha essa declaração. Se não pudéssemos debater sobre a história de nossos ancestrais o mundo seria de alienados e mudos, ou mudos alienados, se preferir. Esses conceitos, fundamentalistas, não se encaixam num cara multimídia como ele pretende ser, e que de fato é, atuando como cineasta, escritor, produtor, ator, documentarista, além de ensinar cinema na Universidade de Nova Iorque.

A Companhia das Letras vai lançar, em março de 2013, “Os anjos bons da nossa natureza”, do canadense Steven Pinker. O livro foi escolhido por Bill Gates um de seus favoritos de 2012. Pinker, um dos maiores cientistas cognitivos do mundo, diz, na obra, que a violência está em declínio no planeta. Ancelmo Gois – O Globo

Pode ser lá nas bandas do Canadá, mas no resto do mundo tá feia a coisa. É como afirma o mesmo Ancelmo, na mesma coluna, do mesmo jornal: “Essa corrida frenética a feiras de venda de armas nos EUA, sábado, mostra que Millôr Fernandes tinha razão quando dizia: “O ser humano é um animal inviável.” 


Tem alguma ideia para melhorar SP? O “Estado” lança em parceria com o Ibope o projeto “Que SP VC Quer?”. Mande sua sugestão e saiba o que outros paulistanos pensam. Estadão.com.br

Melhor não... esquece ô meu!  

_____________________________________

“A Cúria do Rio escolheu Joaquim Barbosa a personalidade do Ano e vai lhe entregar em janeiro o Prêmio São Sebastião da Cultura. O júri foi presidido por Dom Orani”
Joaquim Ferreira Barbosa – O Globo





quarta-feira, 26 de dezembro de 2012


O Nó da energia - Luz sobe para depois cair. Menos investimento = mais risco. É uma situação estranha: ontem, foi aprovada a medida provisória que garante a redução do preço da energia elétrica. Mas o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) informou que a tarifa precisaria ser mais alta, se o objetivo for evitar apagões. O diretor do órgão está dizendo que é necessário mais, e não menos, investimento e, como não haverá mais dinheiro, teremos de conviver com o risco. Aliás, a minha conta de luz já trouxe a informação de um reajuste de 11,8% da Light. E vai aumentar também em 4,8% a tarifa dos consumidores das regiões que usam a energia de Itaipu, corrigida pelo dólar, que subiu.

É bom que a população, que está com a expectativa de queda do preço da energia, entenda isso.
A tarifa média de 2013 não será 16% menor do que a de 2012, mas menor do que seria se não tivesse tido essa medida. Ou seja, talvez não seja tão bom assim para o consumidor quanto se esperava, apesar de ser mais complicado para as empresas, que terão menos capital para investimento, o que também acaba virando contra o consumidor.
Leia mais

1º nó - A promessa do governo federal de redução de 16,2% na conta de luz dos consumidores residenciais em 2013, com o pacote de desoneração de energia anunciado em setembro passado, não vai se confirmar. Com a maior geração térmica, devido aos baixos níveis dos reservatórios das hidrelétricas, e o aumento das tarifas de energia para os consumidores da Light que passou a vigorar em novembro, a conta de luz vai, na verdade, subir no ano que vem. “O governo anunciou que haveria uma redução da tarifa de energia em relação ao que ela poderia aumentar em 2013. Mas, na prática, terá aumento” —  de acordo com Roberto Araújo. Diretor da ONG Ilumina, no Rio de Janeiro. Leia na íntegra.

2º. Nó - A presidente Dilma Rousseff reafirmou neste domingo (23), em pronunciamento de final de ano em cadeia de rádio e TV, que, em 2013, a redução na tarifa de energia elétrica será a que ela anunciou em setembro.

É o “Novelo do crioulo doido”, com todo respeito aos nossos afrodescendentes. É surreal, um verdadeiro Nó Górdio. Quem será o “Alexandre” que desatará este nó? Dilma “A Grande”? Aguardemos os próximos capítulos desta estória... quase uma lenda.

Cristina “Patalogika” Kirchner
Uma onda de tensão se espalhou pela Argentina com novos saques e confrontos que atigiram ao menos cinco das 23 províncias do país - do Chaco, no Norte, a Santa Fé, no Sul. A Grande Buenos Aires também foi afetada, mas não houve relatos de ocorrências na capital. Em todo o país, duas pessoas morreram, dezenas ficaram feridas e centenas foram detidas. Lojistas fecharam as portas. Em Bariloche, onde começaram os distúrbios anteontem, desembarcaram 400 homens da Gendarmería Nacional. O governo Kirchner acusou a oposição de estar por trás dos incidentes. Leia na íntegra.

A Maga precisa se atualizar! Não se usa mais “a oposição está por trás dos incidentes” o must dos refrãos é: “a culpa é da mídia conservadora e golpista”.  


Não é xampu - Cientistas chineses garantem que já é possível reprogramar células de urina para gerar neurônios, mas advertem: Nenhuma loura deve tentar passar pela experiência sem ajuda médica. Tutty Vasques




sábado, 22 de dezembro de 2012

Feliz...assim!



Um ótimo Natal a todos
CDantas

Joaquim Barbosa rejeita prisão imediata de réus condenados do mensalão. “É verdade que, nos casos em que verificada a interposição sucessiva de recursos manifestamente protelatórios, manejados com o claro propósito de impedir o trânsito em julgado da condenação, o Supremo tem determinado o início da execução da sanção imposta, sob pena de admitir-se a possibilidade de o réu, mediante sucessivos embargos de declaração, impedir, eternamente, o cumprimento da pena a que foi condenado. Todavia, não se pode simplesmente presumir, de antemão, que os condenados, tal como sustentado pelo requerente, irão lançar mão desse artifício. É necessário examinar a quantidade e o teor dos recursos a serem eventualmente interpostos para concluir-se pelo seu caráter protelatório ou não”, escreveu o ministro.

E então fica acordado assim: Eu não escapo, tu não me prendes e só voltaremos a falar, sobre esse desagradável assunto, depois do nosso happy new year... ponto final. E se quiseres saber mais sobre o assunto clique aqui.  Como dizia minha vó, Da. Elizabeth, a primeira é única etc.: “Meu filho, em rio que tem piranha, jacaré vai pegar onda na praia”  

Faz pouco tempo, em uma entrevista de Caetano Veloso e Gal Costa no programa do Jô Soares, os baianos declararam, entre outras coisas do cotidiano, serem amigos de uma cerveja. Gal, inclusive, lembrava com clareza da primeira vez que colocou a bebida na boca: foi em um dia de muita fome, na praia. Os amigos não decidiam para onde ir, coisa de turma grande, sabe como é. Com a fome apertando, ela resolveu distrair o estômago com a bebida. Resultado: tornou-se amiguinha da loura para sempre. Caetano, por sua vez, como sempre, foi contraditório. Disse que preferia cerveja porque é amarga e que ele não gosta de sabor amargo. Entendeu? Nem eu. Mas,aí, ele explicou. Disse que gostava mesmo era de vodca, mas que, por razões óbvias, relacionadas à idade, preferia pegar leve e por esse motivo bebia cerveja, pois, sendo amarga, não lhe trazia tanto prazer. Consequentemente, bebia menos. Leia na íntegra

Ainda bem que ele não usa essa “lógica” para compor suas músicas

A IGB Eletrônica informou que a marca Gradiente inicia nesta terça-feira, 18, as vendas de sua linha de smartphones com a denominação de Família IPHONE, cujo primeiro modelo será o Neo One. Conforme o comunicado, a Gradiente pode comercializar seus aparelhos celulares com a marca IPHONE por uma razão simples: a IGB Eletrônica é detentora exclusiva dos direitos de registro sob da marca IPHONE no País, mesmo nome do smartphone fabricado pela gigante norte-americana Apple, o IPhone. Segundo a nota, em 2000, a Gradiente visualizou que haveria uma revolução tecnológica no mundo dos celulares, com a convergência da transmissão e recepção de voz e de dados, por meio da internet móvel. "Naquele mesmo ano, a empresa entrou com pedido de registro da marca IPHONE no INPI. No dia 2 de janeiro de 2008, a companhia teve seu registro concedido pelo órgão federal e passou a deter os direitos exclusivos de produção e comercialização dessa marca até 2018", diz a IGB, no comunicado.

Ainda conforme a nota enviada ao mercado, a Gradiente não utilizou a marca IPHONE até o momento porque sua prioridade foi promover a reestruturação de sua operação e permitir a retomada de seus negócios. Esse retorno aconteceu no início de 2012... Leia na íntegra

Vai ser uma briga boa, mas não chega a ser uma briga de cachorro grande, pois teremos no canto direito do ringe um Dog Alemão, e no esquerdo um Pinscher. Precisa dizer quem é quem neste embate ou tenho que enviar as fotos do massacre?


ATENÇÃO! Antes de continuar a leitura desta postagem, retire as crianças da sala.
Não me responsabilizo por qualquer dano que, por ventura,
possa vir a ocorrer em seus cérebros.

Parte da trilha “sonora” da novela Salve Jorge.

#1 - Dança Sensual - MC KORINGA
Eu gosto dessa dança sensual
Que faz bumbum mexer, que faz bumbum mexer
Eu gosto dessa dança sensual
Que faz geral descer, que faz geral ...

#2 - Favela Fashion Week - LEANDRO SAPUCAHY
O verão na favela parece um desfile de moda
A viela vira passarela,
O "bagulho" é fora do comum
Cada peitinho, cada bumbum
Na descida do morro, a "rapa" escolhe a mais bela
Tem pra todos os gostos, gordinha, sarada e magrela
É um zum-zum-zum, e na plateia eu sou mais um...

#3 - É Nóis Fazer Parapapá - SORRISO MAROTO
É nóis fazer parapapá...
Parapapá, parapapá,
"Garrá", beijar, fazer parapapá,
E se demora eu vou pegar,
Te agarrar e te beijar,
Fazer parapapapá...

#4 - Fazendo Coisa Boa - TCHÊ GAROTOS
Hoje no barraco,
Vai rolar bobagem,
Na minha cabeça,
Tá passando sacanagem.

Acho que vai rolar,
De tudo um pouco,
No meio da madrugada,
Vai tar todo mundo louco.

E dai em diante,
Ninguém é de ninguém,
Todo mundo se pegando,
E eu vou pegar também...

Só publiquei parte das letras dessa “obra” sonora, pois não conheço seus efeitos colaterais... que Jorge, Ogum, o Dragão, Camões, os arcanjos e toda legião de Potestades, Noel Rosa, sílfides, Aurélio Buarque, serafins, o Papa, Joaquim Barbosa, Iemanjá e Tom Jobim... nos protejam. 



sexta-feira, 21 de dezembro de 2012


"Se fazemos avião, por que não navio?", é assim que Luiz Carlos Aguiar, presidente da Embraer Defesa e Segurança, introduz a estratégia da companhia de entrar em uma nova área: a dos navios de guerra. Os planos foram revelados ao Estado ao mesmo tempo em que a companhia se prepara para começar um de seus mais ambiciosos projetos na área de defesa. Ainda hoje, a empresa anuncia que fechou um contrato com o Exército para implementar a primeira fase do Sisfron, o sistema de monitoramento das fronteiras brasileiras, um projeto que deve consumir, ao todo, R$ 12 bilhões. A fração inicial, porém, a cargo da Savis Tecnologia e Sistemas e da OrbiSat (ambas controladas pela Embraer Defesa e Segurança) é de R$ 839 milhões. Leia na íntegra

Fazer avião e não fazer navios de guerra deve seguir a mesma lógica da Fiat, Ford e todas as outras montadoras de carros, no Brasil, que optaram por não montar, também, tanques de guerra; decisão semelhante também foi adotada pelos operadores do complexo das usinas de Angra em não fabricar submarinos nucleares; o mesmo ocorreu na empresa de Fogos Caramuru em não fabricar lançadores de morteiro e bazucas; com o Papai Noel, em não dá as caras na Páscoa; em Lula e Rosemary quando... - Ops! Erro nosso... e é bom parar por aqui, pois isso é assunto de outra prosa. Mas uma coisa é certa, fazer avião e não fazer navios de guerra, segue a mesma lógica do motivo pelo qual o Sr. Luiz Aguiar é presidente da Embraer e não da Samsung Heavy Industries, o maior estaleiro do Brasil no qual a Dilma tá de olho... já faz tempo – Leia mais sobre o estaleiro.

O impacto da crise financeira na indústria e a queda dos investimentos produtivos farão com que a economia brasileira termine o ano na lanterna do crescimento da América do Sul, com expansão de 1,2% em 2012. Somente o Paraguai, cuja economia deve encolher 1,8%, terá desempenho pior do que o brasileiro. As estimativas foram divulgadas pela Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal), que espera para o ano que vem a primeira aceleração da economia no governo Dilma Rousseff. 

Uma curiosidade é que o Brasil vai crescer o mesmo que El Salvador neste ano. O país era conhecido por ser uma "república de bananas", por ter governos instáveis e influenciáveis, além de ter a fruta como principal produto exportado durante muitos anos. Leia na íntegra. Ainda segundo o Estadão de ontem, 20, “o BC reduziu também sua previsão para o crescimento do setor de serviços neste ano de 2,2% no relatório anterior para 1,6%, no documento divulgado há pouco”.

Ta caindo tudo. Do PIB a Seleção Brasileira, que despencou para 18ª posição no ranking mensal da FIFA. Fim de ano é um bom momento para meditarmos sobre causas&efeitos desse momento “banana” da nossa res publica brasileira. Como diria minha vó, Da. Elizabeth a primeira e única – pelo menos por parte de mãe: “Meu filho, nunca afirmes que dessa banana jamais comerei, pois o escorregão pode ser feio” e, se bem a conheci, depois de suas profecias de fim de ano, se serviria de uma boa dose de “Bala 18” e iria se recolher, em profunda meditação, de onde só retornaria após as comemorações da páscoa.     

O Sarney bolivariano - O bigode de Nicolás Maduro, vice de Hugo Chávez, lembra um pouco, de fato, o de José Sarney na época de sua posse no Palácio do Planalto. Mas talvez parem por aí as semelhanças entre a agonia da Venezuela de agora e o Brasil de Tancredo Neves. A começar por uma diferença básica na Constituição bolivariana: na impossibilidade de o presidente eleito – no caso deles reeleito – tomar posse no próximo dia 10, seu vice terá que disputar eleições para assumir a Presidência!

E olha que, ao contrário de Sarney em 1985, Maduro é vice de um presidente (re)eleito pelo voto popular. Sarney, para quem não está bem lembrado, veio na aba de Tancredo escolhido pelo Colégio Eleitoral do Congresso. Virou presidente interino com a internação do titular na véspera da posse, assumindo o cargo em definitivo após a morte do avô do Aécio no dia 21 de abril, dois meses depois do carnaval. Entre uma coisa e outra, o brasileiro rezou e por fim chorou nas ruas de um jeito muito parecido com as imagens que chegam das manifestações populares em Caracas. Fora isso e o detalhe do bigode dos vices, não cabem comparações: cada país tem o Tancredo Neves que merece! Tutty Vasques

Caso a agonia chavista se concretize o Nicolás Maduro tem grandes chances de apodrecer no cargo. Quem sobreviver verá. 
_______________________________

“Estamos tão pressionados pelas medidas provisórias e decisões judiciais que estávamos ficando irrelevantes. Agora, nós estamos ficando ridículos.”
Senador Cristovam Buarque sobre a tentativa frustrada do Congresso de derrubar de uma só vez 3 mil vetos presidenciais a projetos ali aprovados – blog do Noblat – O Globo






quinta-feira, 20 de dezembro de 2012


Com muito orgulho - Patrocinadora do Corinthians, a Caixa Econômica Federal vai adotar o slogan “aqui tem um banco de loucos”. Isso quer dizer o seguinte: A oposição perderá para o marketing oficial um velho argumento de críticas à área econômica do governo. Tutty Vasques

É, “banco de malucos” é bem adequado: “A Caixa Econômica Federal usou R$ 600 milhões do FI-FGTS para investir na Rede Energia, em 2010, e se tornar sócia de uma companhia insolvente que sofreu intervenção da agência reguladora do setor dois anos depois. O FI-FGTS é um fundo de investimento formado com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço. Dona de oito distribuidoras, a Rede Energia cobre 34% do país, atende 10% da população em seis Estados. Juntos, BNDES e Caixa adquiriram 41% do capital total do grupo. [...] Os títulos perpétuos da companhia emitidos no exterior estão cotados a 37% de seu valor, mesmo com as negociações em curso. As ações da Caixa e do BNDES despencaram. No caso da Caixa, perderam metade de seu valor”. Leia na íntegra

Essa “Caixa” é “Gaiola”.

Tirando o fiofó da reta - Deu no Globo: “Para o jornaleiro e motoboy Adriano Ferreira Lima, foi um aniversário cheio de emoção e frustração. De­pois de ter o carro, roubado na Praça Seca, no dia 11 passado, ele subiu na garupa de uma moto e come­çou a perseguir os dois assal­tantes. Ao mesmo tempo, ligou para o 190 (o número da PM) e teve a garantia de que um cer­co seria montado. Cerca de 30 quilômetros depois, porém, já em Deodoro, perdeu os crimi­nosos de vista. Ao ver uma pa­trulha perto da Favela do Muquiço, ele parou para pedir ajuda. Nesse momento, os la­drões passaram no Focus. Adriano deu o alerta, mas os PMs, em vez de sair atrás dos bandidos, pediram reforço. Resultado: os ladrões fugiram. A PM disse que o procedi­mento dos policiais foi correto. Segundo nota, o 14º BPM  - Bangu - foi informado do cri­me e alertou as patrulhas para que montassem um cerco. A PM disse orientar seus polici­ais a não colocarem a sua vida ou a de outras pessoas em ris­co, principalmente em confrontos e perseguições.

Tirando o fiofó da reta 2 - BRASÍLIA - O TCU, decidiu que não tem competência para definir se a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e as empresas de distribuição precisam ou não ressarcir os clientes por um erro na metodologia de cálculo dos reajustes das contas de luz, que vigorou entre 2002 e 2009. Segundo entidades de defesa dos consumidores, a falha teria gerado cobranças indevidas de pelo menos R$ 7 bilhões nesse período. O caso se arrasta desde 2007 e possui diversos desdobramentos em todas as esferas judiciais. Leia mais

Como diria Sócrates: “Por favor, a minha cicuta é com adoçante”.

Baralho do mensalão - Aliás, camelôs do Centro do Rio voltaram a vender o "Baralho do mensalão", lembra? São 54 cartas, cada uma com o nome de um "mensaleiro" (Zé Dirceu, Marcos Valério, etc.). Os camelôs anunciam assim: “Baralho do mensalão! Cada carta... um ladrão!” Calma, gente. Ancelmo Gois - O Globo

Dizem que em menos de meia hora venderam tudo, mas sabe como é... o povo fala demais... deve ter levado, no máximo, uns dez minutos.

____________________________

“Apostas furadas – Durante dois anos a oposição ficou esperando pelo dia que a presidente Dilma iria se livrar da influência do ex-presidente Lula. Neste período, os petistas ficaram torcendo pelo momento em que Lula desse uma dura em Dilma.”
Ilimar Franco O Globo, domingo, 16.





quarta-feira, 19 de dezembro de 2012


BRASÍLIA - Os R$ 4 milhões pedidos pela defesa de Marcos Valério para defendê-lo dos processos que envolvem o mensalão são pagos pelo PT, segundo afirmou o empresário no depoimento à Procuradoria-Geral da República. Valério afirmou que esta foi a única "contrapartida pela ajuda" que prestou ao governo e ao PT nas operações que viriam a bancar o mensalão. Estadão

Eu não posso acreditar em mentira, eu não posso responder mentira.” - Lula, sobre o depoimento de Marcos Valério à Procuradoria-Geral da República – blog do Noblat

Pelo menos desta vez ele não usou o argumento “eu não sabia de nada”. Agora uma pergunta que não quer calar: porque que a Dilma sempre se refere ao Lula como “presidente Lula”? É baseada na teoria de que “ex” é pra sempre? 

Sobre o imbróglio dos royalties do petróleo, o jornal  O Globo, (14) - leia na íntegra - publicou  reportagem da qual transcrevo parte: “Alvo da ira das bancadas de Rio e Espírito Santo, seu estado natal, a vice-presidente da Câmara, deputada Rose de Freitas (PMDB), disse que, ao colocar em votação o requerimento de urgência ao projeto de lei dos royalties, "evitou o pior": a tentativa do plenário de derrubar ainda na quarta-feira os vetos de Dilma. Ontem [13], ela passou o dia apagando incêndios em seu estado, onde foi alvo de críticas. A deputada disse que combinou a estratégia de votação com o presidente do Senado, José Sarney... Para tudo. Aperte o pause! BINGO!

Miram leitão definiu bem essa incompetência corporativa: “De novo, houve falha geral da liderança em relação aos royalties do petróleo. Líderes lavaram as mãos e não assumiram funções indelegáveis. Desde o começo, a Presidência da República não fez o papel de defender o pacto federativo. Na noite de quarta-feira, o senador José Sarney se omitiu, e uma deputada fraca e sem liderança achou que poderia mais do que pode. Leia mais

Dá pra desconfiar dessa crise de incompetência aguda. Tá parecendo mais coisa de “cumpadre”. Ou seria de “padrinho”?

Da coluna Gente Boa, jornalista Joaquim Ferreira dos Santos, para O Globo deste sábado, 15: “Na semana em que o moderno Village Mall abre as portas na Barra ofere­cendo uma multidão de novos produtos de luxo, quase todos importados, Gente Boa vai nas prateleiras dos mercados anti­gos em busca da memória do comércio carioca. Do Gumex ao Sustincau, passando pela gôndola das bombas de Flit... e eu parei quando alguém falou do Leite CCPL em garrafa - "Morro de saudade do leite em garrafa da marca CCPL... Era fresco, muito puro, diferente dos leites de hoje, que têm muita química e às vezes até urina de vaca. O leite em garrafa era pasteurizado, mas não tanto quanto hoje, mesmo assim eu nunca vi alguém doente por causa dele."

Essa do leite CCPL me levou ao século passado, quando morei com tia Marly, na Tijuca, Rio de Janeiro. Durante um tempo, e toda a manhã, eu ia comprar leite na padaria da esquina. Tempo bom... não volta mais. Até porque, tempo depois, essa minha bucólica atividade foi suspensa a bem da economia doméstica; em prol da minha própria segurança e da população tijucana de uma maneira geral, pois para cada cinco garrafas, duas eram estilhaçadas nos postes das calçadas da rua Barão de Mesquita. Tempo bom... volta mais não... tem nem mais garrafa de leite... nem Da. Alda, Da. Michol, também num tem mais o Cinema America, nem Itacuruçá, tia Elemite - nem sei mais como escreve seu nome embora nesse momento o que importa não é a grafia dos nomes. Não tem maruim, nem Niltinho, Iate Clube... nem o Macaquinho, que quando fazia a curva, logo depois de Mangaratiba, a locomotiva – era uma Maria sim - enchia o vagão de fumaça que mal dava pra respirar... nem Ricardo tem mais... melhor parar por aqui, antes que minhas lembranças se materializem em saudades, pois lembranças são fugazes... saudades doem!   



terça-feira, 18 de dezembro de 2012

As várias faces do fim do mundo


A matéria do Fantástico, domingo 16, sobre o fim do mundo tá dando o que falar. Pelo menos neste bloguinho. Recebi alguns questionamentos (dois) onde, de maneira geral, me acusam de acabar com o mundo antes do previsto pelos Maias, (ver postagem do dia 12). Pelo menos uma coisa boa: tem gente lendo o blog.

Data vênia, vamos aos fatos: Primeiro não assisti a matéria do Fantástico, simplesmente porque não assisto este programa. Só vi as chamadas no decorrer da semana. Segundo: referi-me a profecia maia, por ser, este, um dos assuntos que domina a mídia neste fim de ano/fim do mundo, mas até onde eu sei, os Maias não previram fim do mundo nenhum e somente o fim de um ciclo e início de outro, baseados em seus conhecimentos sobre Astronomia/Astrologia e Matemática. Simples assim, só que há mais de dois mil anos. Alias, se for pra levar isso a sério, é bom ter em mente que são sete, isso mesmo “7”, o número que compõe o pacote das profecias Maias.

Essa turma não era fácil. Já naquele tempo determinara, e com muita precisão, o ano lunar; a trajetória de Vênus; o ano solar (365 dias, 5 horas, 48 minutos e 45 segundos) e por e aí vai. Dentre tantas técnicas – que eram aplicadas especialmente à agricultura - conheciam muito bem os ciclos dos solstícios/equinócios e o fenômeno da precessão do equinócio, que é o bamboleio do eixo imaginário da Terra, em 12 ciclos ou eras, de 2.160 anos cada, perfazendo um total de 26 mil anos em seu giro completo – esses números são aproximados. Pra quem acha que “fenômeno” é apelido de jogador de futebol, vai ter dificuldades para entender isso [1].

Existem várias interpretações sobre a data desse “fim do mundo”, que eu prefiro chamar de período de transição entre ciclos do Planeta. Quanto ao “ano” e “mês”, parece que os estudiosos não tem dúvidas, mas em relação ao “dia” não dá pra ser tão cirúrgico assim nesta a precisão, pois pode variar entre o primeiro e o vigésimo quinto dia, do mês de dezembro e de acordo com o nosso calendário, isso, porque existe uma inconsistência entre os calendários Maia e Gregoriano [2].

O budismo vai mais longe e coloca os ciclos do Universo em um pacote só, chamando-o de “Manvantara”. Muito conhecido para quem estudou/estuda as religiões&filosofias orientais... mas aí é assunto par outra prosa. [3 e 4].

Sendo assim, escolhi para “fim do mundo” a data 12.12.12 ás 12:12h, pela harmonia, misticismo e singularidade dos números que à compõem. Somente no século XXII, em 12 de dezembro de 3012, às 12:12h, - isto é, daqui a mil anos – poderemos repetir esta “conjunção” numérica. Andaram dizendo que daqui a cem anos, esse arranjo se repete, mas não é verdade, pois “12 de dezembro de 2112”, não tem o mesmo sincronismo da data Maia, pois refere-se ao ano “cento e doze” e não ao “ano doze”, do século XXI.

Quem por acaso se interessar por esse e outros “efeitos especiais” que “glamourizam” os enredos das estórias sobre o nosso planetinha, vale a pena ler “A Digital dos Deuses” de Graham Hancock, um jornalista, que mistura pesquisas cientificas e investigação histórica a cata de esclarecer as “lendas” que fantasiam a história do planeta Terra e sua interação com o Universo.

Parodiando o grande pensador Ibrahim Sued, fica o recadinho: “Sorry periferia! Devagar eu chego lá”. Mas fica esperto, pois “cavalo não desce escada”... “ademã, que eu vou em frente”.

#Referências

[1] – O bamboleio de um planeta deformado - Todo esse movimento circular, [da Terra], claro, gera imensas forças centrífugas e estas, como sir Isaac Newton demonstrou no século XVII, fazem com que o "saco de papel" da terra torne-se abaulado no equador. O corolário disso é o achatamento dos pólos. Em conseqüência, nosso planeta desvia-se ligeiramente da forma de uma esfera perfeita e pode ser descrito mais corretamente como um "esferóide oblato". Seu raio no equador (6.377.068km) é 22km mais longo do que o raio polar (6.355.422km).

Durante bilhões de anos, os pólos achatados e o equador inchado têm esta­do empenhados em uma interação matemática oculta com a influência oculta da gravidade. "Uma vez que a Terra é achatada", explica uma autoridade, "a gravidade da Lua tende a inclinar o eixo da Terra, para que ele se torne perpen­dicular à órbita da Lua e, em menor extensão, isso também se aplica no caso do Sol". Simultaneamente, a inchação equatorial - a massa extra distribuída em volta do equador - atua como a borda de um giroscópio para manter a terra firme em seu eixo.

Ano após ano, em escala planetária, é esse efeito giroscópico que impede que o puxão do sol e da lua altere radicalmente o movimento de rotação do eixo da terra. A atração que esses dois astros exercem conjuntamente é, contudo, sufici­entemente forte para obrigar o eixo a "precessar", o que significa que ele bambo leia lentamente em direção horária, oposta ao giro da terra.

Esse importante movimento é a assinatura característica de nosso planeta no sistema solar. Quem quer que já tenha um dia jogado um pião deve poder com­preender esse fato sem muita dificuldade. O pião, afinal de contas, é simples­mente um outro tipo de giroscópio. Em giro completo sem interrupção, ele per­manece na vertical. Mas, no momento em que o eixo é desviado da vertical, ele começa a exibir um segundo tipo de comportamento: um bamboleio lento e obstinado, invertido, em volta de um grande círculo. Esse bamboleio, que é uma precessão, muda a direção em que o eixo aponta, enquanto se mostra constante em um novo ângulo inclinado. Uma segunda analogia, de enfoque um tanto diferente, pode ajudar a escla­recer ainda mais o assunto: Suas ordens, por conseguinte, eram de não se meter em sua rotação axial, mas transmitir a ela o outro movimento: o bamboleio no sentido horário denominado precessão. Se quiser, você pode pensar nisso como um dos mecanismos básicos do sis­tema solar ou, se preferir, como um dos mandamentos fundamentais, da vontade divina.

No processo, pouco a pouco, enquanto você lentamente passa o eixo pro­longado pelos céus, as duas pontas apontarão para uma estrela após outra nas latitudes polares do hemisfério celeste sul (e, às vezes, claro, para o espaço vazio), e para uma estrela após outra nas latitudes polares do hemisfério ce­leste norte. Estamos falando aqui sobre um tipo de dança de cadeiras entre as estrelas circumpolares. E o que mantém tudo isso em movimento é a precessão axial da terra — um movimento impulsionado por gigantescas forças gravitacionais e giroscópicas, um movimento regular, previsível e relativamente fácil de esclarecer com ajuda de equipamento moderno. Assim, por exemplo, a estrela polar norte é atualmente Alfa Ursa Menor (que conhecemos como Estrela Polar). Cálculos de computador, porém, permitem-nos dizer com certeza que, no ano 3000 a.C, Alfa Draconis (Dragão) ocupava a posição polar; na época dos gregos, a estrela polar norte era Beta Ursa Menor; e, no ano 14.000 d.C. será Vega.- Extraido do livro “As Digitais dos Deuses” - Graham Hancock, na parte V, “O Código da Precessão dos Equinócios”, capítulo 28, “A Maquinaria do Céu”.

[2] – Profecia Maia: O fenômeno 2012 compreende um conjunto de crenças escatológicas segundo as quais eventos cataclísmicos ou transformadores acontecerão em 21 de dezembro de 2012. Esta data é considerada como o último dia de um ciclo 5.125 anos do calendário de contagem longa mesoamericano. Vários alinhamentos astronômicos e fórmulas matemáticas têm sido colocadas como pertencentes a essa data, apesar de nenhuma delas ter sido aceita por estudiosos importantes.

Antes de mais nada, é importante destacar que a contagem ou conta longa não foi mantida pelos maias contemporâneos, diferentemente do ciclo de 260 dias, por exemplo. Sua reconstrução foi feita pelos acadêmicos e posteriormente adotou-se a teoria que posiciona o fim de um ciclo em 2012 como teoria hegemônica tanto entre acadêmicos quanto entre maias contemporâneos. Contudo, esta não deveria ter sido naturalizada. Isto significa dizer que, literalmente, não temos certeza de que o tão falado ciclo de 2012 termine de fato em 2012. Pode ter terminado há anos ou ainda demorar anos para terminar. 

Na teoria mais aceita, dezembro de 2012 marca o fim do atual ciclo b'ak'tun da contagem longa mesoamericana, a qual era usada na América Central antes da chegada dos europeus. Embora a contagem longa tenha sido provavelmente inventada pelos olmecas, tornou-se estritamente relacionada com a civilização maia, cujo período clássico durou entre 250 e 900 d. C.. Os maias clássicos eram alfabetizados e seu sistema de escrita encontra-se substancialmente decifrado.

A contagem longa define a "data zero" em um ponto do passado, que marcou o fim do mundo anterior e o início do atual, correspondente a 11 ou 13 de agosto de 3114 a. C. no calendário gregoriano, dependendo da forma utilizada. Ao contrário do calendário usado atualmente pelos maias, a contagem longa foi linear, e não conjuntural, e mantida em unidades de tempo baseadas no sistema vigesimal. Por esse meio, 20 dias correspondem a um uinal, 18 uinals (360 dias) a um tun, 20 tuns a um k'atun e 20 k'atuns (144.000 dias) correspondem a um b'ak'tun. Assim, por exemplo, a data maia 8.3.2.10.15 representa 8 b'ak'tuns, 3 k'atuns, 2 tuns, 10 unials e 15 dias desde a data zero. Muitas inscrições maias têm a contagem de mudança para uma ordem mais elevada após 13 b'ak'tuns..

Em 1957, o astrônomo Maud Worcester Makemson escreveu que "a realização do Grande Período de 13 b'ak'tuns será da maior importância para os maias." Nove anos depois, Michael D. Coe, mais ambiciosamente, afirmou que o "Armageddon degeneraria todos os povos do mundo desde a sua criação, e que no dia do décimo terceiro e último b'ak'tun o universo seria aniquilado, no dia 24 de dezembro de 2012 (depois revisada para 23 de dezembro de 2012) quando o Grande Ciclo da contagem chega a sua conclusão."A questão é ainda mais complicada por diversas cidades-estados maias empregarem a contagem longa de maneira diferente. Em Palenque, a evidência sugere que os sacerdotes acreditavam que o ciclo terminaria após 20 b'ak'tuns e não 13. Fontes diversas

[3] – Os ciclos do Manvantara

Anos mortais
360 dias mortais equivalem a
1
O KritaYuga
1.728.000
O TetrâYuga
1.296.000
O Dvâpara Yuga
864.000
O Kali Yuga
432.000
A soma destes 4 Yugas constitui um Mahâ Yuga, com
4.320.000
Setenta e um Mahâ Yugas formam o período do reinado de um Manu
306.720.000
Os reinados de quatorze Manus compreendem a duração de 994 Mahâ Yugas, ou
4.294.080.000
Acrescentem-se os Sandhis, ou seja, os intervalos entre os reinados dos Manus, intervalos equivalentes a seis Mahâ Yugas, ou...
25.920.000
O total dos reinados e interregnos dos quatorze Manus é de 1 . 000 Mahâ Yugas, perfazendo um Kalpa, isto é, um Dia de Brahman
4.320.000.000
Como uma Noite de Brahman tem igual duração, um Dia e uma Noite de Brahman contém
8.640.000.000
360 de tais Dias e Noites de Brahman constituem um Ano de Brahman, que se eleva a
3.110.400.000.000
100 destes Anos formam o período completo da Idade de Brahman, isto é, o MahâKalpa ou a duração de um Universo.
311.040.000.000.000

Fonte: “A Doutrina Secreta” – Helena Blavatisky

[4] - Da Revista Scientic American – BR, no. 29; sobre “O Panorama da Teoria das Cordas.”: “Vemos apenas um conjunto de leis,(...) simplesmente porque não conseguimos enxergar mais longe. Em nosso cenário, aquilo que vemos como o Bing Bang, que deu início a nosso Universo, não foi mais do que um salto mais recente para uma nova configuração. Um dia – provavelmente muito distante para que nos preocupemos com ele - esta parte do mundo pode vir a vivenciar outra transposição deste tipo.” 
A Maga num momento "zen" 

Barriga de aluguel não - A presidente Dilma garantiu à presidente Cristina Kirchner, durante encontro bilateral anteontem, que o Brasil vai ajudar a Argentina. Mas impôs condições para a abertura de linhas de crédito do BNDES. Dilma advertiu que o Brasil não aceitará que a Argentina se comporte como um entreposto da indústria chinesa de carros, calçados e de produtos têxteis. Xeque-mate! Ilmar Franco jornal o globo.

O encontro até pode ter sido bilateral, mas as negociações foram, com certeza, de uma via só, mais pra “rua sem saída”. Você, em sã consciência, geraria um filho na “barriga de aluguel” de uma maga? Patalógika é o tipo de pessoa que consegue blefar até em jogo de xadrez. Te cuida Dilma e muito carinho com o seu, o meu e o nosso dinheiro!

Aláis, essa semana que passou, não foi das melhores para os negócios&negociações da Dilma. Só levou rasteira: Na Rússia não consegui por fim ao embargo à carne brasileira e, segundo a mídia em geral, ainda comprou 14 helicópteros para a Petrobras, sem um acordo firmado, nesta sexta-feira (14), entre ela e o presidente russo. Um pacote de U$200 milhões. Tomara que não sejam do mesmo fabricante do Tupolev, que em tempos atrás, andaram caindo mais que o nosso PIB! Agora cá pra nós, esse Putin é bom de negócio, né não!? Não só não comprou como e ainda vendeu tecnologia encalhada. Deu um “boa-noite Cinderela” na Dilma. 

Ponto final - Um brasileiro que acordasse de um sono de muitos anos, quarta, 12/12/12, talvez achasse mesmo que o mundo estava no fim. Em Paris, Lula disse que, em seus dois governos, proporcionou um lucro recorde de R$ 199 bi aos... bancos. Em Brasília, Collor articulou com o Planalto a convocação de FH para depor na Comissão Mista de Controle das Atividades de Inteligência, que preside. No mesmo dia, Delfim Netto, o ex-czar da economia, publicou artigo na “Folha”, no qual defendeu a petista Dilma e chamou a “The Economist” de “deselegante” por ter acusado a presidente de “intrometida-chefe”. Tire o tubo! Ancemo Gois

Esse “momento”, nem os os Maias conseguiriam prever isso.

Durante um voo entre Cairo, capital do Egito, e o Kuwait, um avião com 90 passageiros precisou fazer um pouso de emergência porque uma naja mordeu um passageiro e estava rastejando sob as poltronas enquanto a aeronave estava em pleno ar. De acordo com a emissora de TV “CNN”, o réptil teria sido trazido escondido em uma bagagem de mão por um passageiro jordaniano de 48 anos, que seria dono de uma loja de répteis. O animal ficou agitado, mordeu o próprio dono e escapou da mala. O incidente forçou o piloto a fazer um pouso de emergência ainda no Egito, próximo ao Mar Vermelho. As autoridades locais confiscaram a naja antes do voo seguir viagem para o destino, e o homem que foi mordido recusou atendimento médico, afirmando que o ferimento havia sido superficial. De acordo com especialistas, o veneno da naja pode matar uma pessoa em 15 minutos, já que ele destrói os tecidos e causa paralisia muscular, o que causa morte por sufocamento. g1.com/planeta-bizarro.

Calma! Não desanime. Um dia a gente chega lá. Quem sabe neste Natal/Ano Novo?

Simpatia, quase amor  - Dilma, no dia de seus 65 anos, ontem, quase congelou ao visitar o Túmulo do Soldado Desconhecido, em Moscou, sob um frio de... uns dez graus negativos, acredite. Mas, no fim da tarde, liberada dos compromissos oficiais, avisou como queria o resto do dia de aniversário: Eu vou sentar naquele quarto e descansar!
-O que quer de presente da imprensa?, perguntou uma jornalista. E Dilma: -Simpatia, quase amor.
Mas não vai ter nem um bolinho?, insistiu a repórter.
-Bolo engorda, gente!, reagiu a presidente.